Abdalônimo: Empresário preso teve ‘boom’ financeiro no ano 2000

 

Foto: Facebook

O rastro da evolução patrimonial do empresário Walmer Almeida- preso na semana passada por sonegação de R$ 300 milhões em impostos- é resumido pela Polícia Federal desta forma:

- O pai era dono de uma padaria na cidade de Anadia; a mãe, dona de casa;

- Em 27/10/1990, aos 19 anos, começou a trabalhar. Era dono do Mercadinho Mezinho ME, loja 98, na Central de Abastecimento (Ceasa), em Maceió;

- O negócio de frutas e hortaliças cresceu. Em 1997 fundou a Comercial Amazonas de Frutas e a VT Hrotifrutigranjeiros.

Até então, dizem os agentes federais, a evolução patrimonial do empresário não era espetacular.

A “virada” foi no ano 2000:

- Ele fundou a WA Caminhões e Automóveis e a WA Veículos- revendedora da KIA;

- 2004: fundou a Setana Motors Comércio de Veículos Ltda em Feira de Santana (Bahia). Revenda da Mitsubishi; a WA Motos (Zoolo Motos);

- 2008: Pulsan Motors (também em Feira de Santana);

- No meio disso, vieram uma Ferrari (vale R$ 1,5 milhão); um avião Embraer EMB 810 D (prefixo PT VRA), valendo R$ 220 mil; um helicóptero PT Y00 (R$ 1,5 milhão), além de uma fazenda em Branquinha (com heliporto), uma mansão no Aldebaran (são seus vizinhos o pai, a mãe, a irmã e o cunhado) e outros bens.

Fonte: CadaMainuto